Cortes de cabelo para quem está ficando careca + Como ficar bonito sem cabelo

Hoje daremos uma pausa nos nossos artigos de moda, para falar de algo que apequena o coração de um homem: a careca.

Se você chegou até aqui, foi a procura de uma inspiração, um conforto, uma mão amiga.

Mas antes que isso vire uma música do SPC, vamos à finalidade da coisa toda:

Este artigo trará sugestões de cortes para: os que estão começando a perder cabelo, os que já estão com a cabeça rala e, por fim, para aqueles que um único fio de cabelo já virou uma lembrança distante.

Atenção: não falaremos sobre tratamentos como finasterida, minoxidil ou transplante capilar, quem deve doutorar é o doutor, certo?

Aos irmãos de fé, aqui vamos nós:

 

AS FASES DA PERDA DE CABELO E COMO PODEMOS FICAR LINDOS NO PROCESSO (ok, lindo foi mais pra apoiar mesmo)

 

Podemos ver abaixo, de I a VII, a evolução da perda capilar:

 

Começarei minhas sugestões a partir do número III, pois claramente as entradas já passaram dos limites e a coisa pode ficar confusa e difícil de lidar neste momento.

Para ilustrar, chamarei nosso amigo Jude Law:

Começamos com o Law juba de leão, então vamos para a segunda imagem e percebemos que as entradas estavam maiores, foi quando o sagaz Jude aptou por um corte desconexo, ou seja, fios para todos os lados e em diferentes comprimento, o que ajuda realmente a disfarçar a falta de cabelo (aquele visual locão/descuidado/carinhoso).

A terceira imagem, Jude entende, respeita suas fronteiras e, com muita hombridade, decide raspar. Com isto, insere um óculos de grau com armação escura (moderna) e uma barba por fazer, tirando o foco do cabelo e acrescentando elementos estéticos a sua personalidade.
Ficou melhor do que ele era antes? Não ficou. Mas a vida é isso aí amigo, a gente tem que seguir sempre em busca da melhor limonada.

 

O que realmente fica uma desgraça:
Deixar num comprimento tipo máquina 6, que não é nem raspado, nem comprido o suficiente para fazer qualquer coisa (como na primeira imagem) ou mandar o Máfia e gelzão pra trás no pouco fio restante. (ok, em casos raríssimos isto pode dar certo. Se você é o ousadão, mete e loco e vai ser feliz)!

 

Outras inpirações:

Parça, até o Beckham, eu sei. Eu sei. Procure “beckham careca” pra você ver, sinta-se agora um pouco mais acolhido pelos seus.

Partimos agora para o grau IV de carequice.

Para ilustrar, venha Zizou, nosso querido maestro:

Quando cai cabelo nas entradas e, principalmente, na coroa, a bagaça fica meio desgraçada. Meu melhor conselho seria raspar. Porém, se nem Zidane te convenceu a isso e, como geralmente a parte da frente não cai na mesma proporção da parte de trás, dá para disfarçar deixando o cabelo em volta de coroa um pouco maior e misturá-lo para dentro da área calva, como a imagem abaixo:

Disfarçar, disfarça. Mas longe de ser o ideal.

 

O que complica: deixar o cabelo tipo na máquina 6. Aquele comprimento que não dá para fazer nada:

Seguimos para o grau VII.

Para ilustrar nossa última situação, chamamos Eddy L. Harris:

Quando tudo já está praticamente devastado, sobrando apenas aquelas laterais esquecidas por Deus, a melhor coisa a se fazer, caso não queira raspar, é diminuir as laterais sem dó, deixando uma transição natural do cabelo para a parte lisa.

Se deixar muito volume nas laterais, o cabelo aparentará mais grosso e aumentará o contraste da careca.

Após esse estágio, não há muito o que fazer, a não ser abraçar o globo reluzente e aflorar toda estilosidade que existe em você.

E então vem a pergunta:

 

É POSSÍVEL FICAR LINDO CARECA?

Sim, mas precisamos entender qual característica do seu rosto a falta de cabelo irá realçar ou deixar de camuflar.

Além de evidenciar ou esconder alguns pontos da face, um outro fator da falta de cabelo é a eliminação de ângulos. A nossa imagem de um homem viril, considerado belo pela maioria das pessoas, ressalta os ângulos. Sendo assim, você leitor, sábio que é, tentará buscá-los de todas as formas possíveis.

Exemplo: se você for do tipo bolota, a cabeça lisinha será mais uma forma redonda destacada, nesse caso, a busca por ângulos com a barba, por exemplo, pode ser uma solução.

 

Esqueceremos um pouco a careca no exemplo abaixo e repare na forma da barba e no efeito que fez no rosto do nosso amigo Jonah:

O formato triângulo afinou, escondeu a papada e deixou o rosto com a aparência mais forte.

Abaixo separamos algumas imagens de carecas com barba para te inspirar:

Continuando o racíocínio, você deve estar pensando que a escolha dos óculos deverá seguir a mesma lógica: evitar armação redonda e optar pelas quadradas.

Não necessariamente.

Explico.

A escolha do óculos depende não só da largura do seu rosto, como do comprimento também. Existem pessoas com rosto longo e maxilar marcado, assim como existem pessoas com rosto longo e sem queixo, por exemplo. As variáveis são inúmeras e afetam diretamente a escolha dos seus óculos.

Você pode encontrar muitas matérias sobre “qual modelo ideal para o seu rosto”, mas sinceramente: vá até uma loja e prove tudo, sem dó. Um há de ficar bom.

Abaixo alguns exemplos:

Além dos óculos e da barba, um outro fator para levarmos em conta quando optamos pela careca é o trapézio e sua forma atlética. Sim senhor!

Um pescoço forte e um trapézio musculoso são características atribuídas a muitos dos grandes predadores mamíferos e, em conjunto com o corpo, te deixará com uma aparência mais saudável.

Abaixo mostraremos duas situações: Magro versus Forte ou Frágil versus Monstro

Portanto, meu amigo, se você não tiver o rosto mais bonito do mundo, redobre a atenção na musculatura. Treine, pois não sei se você reparou, nunca achamos atletas carecas estranhos:

 

E SE EU NÃO QUISER USAR NEM BARBA, NEM ÓCULOS, FICAREI BONITO ASSIM, TODO LISÃO ?

Sempre tem aquele cuzão que nasceu com o rosto certo e vem esculachar o resto, né?

Esperamos que tenha sido útil ou, ao menos divertido!

Dúvidas, sugestões?

Escreva para gente: contato@contofigueira.com.br

Até a próxima!